Abdominoplastia

O que é a Abdominoplastia e a quem se destina?

A abdominoplastia é uma cirurgia plástica que consiste na correção de deformações da barriga, normalmente resultantes da gravidez. É das cirurgias mais procuradas em todo o mundo, uma vez que corrige o denominado “avental” que existe em muitas mulheres e que tantos problemas de autoestima provoca.

Apesar de não ser considerado um tratamento de emagrecimento, os pacientes que recorrem a esta cirurgia acabam por perder bastante peso, visto que a quantidade de tecido e pele em excesso retirada pode ser enorme. Uma vez retirado o excesso de pele, de gordura e corrigidas as estrias, os pacientes verificam uma remodelação quase imediata e significativa do seu abdómen; sendo que, na maior parte dos casos, a este procedimento é ainda associada a lipoaspiração do abdómen e/ou dos flancos (regiões laterais).

Este procedimento cirúrgico corrige, ainda, um dos problemas que afeta a grande parte das mulheres em todo o mundo, a diástase abdominal; situação que acontece quando há um afastamento excessivo dos músculos retos abdominais. Consequentemente, a barriga fica mais flácida, porque o conteúdo abdominal, incluindo a gordura, se encontra mais saliente. Ainda que seja um problema mais comum no corpo de uma mulher pós-parto, o excesso de peso e a obesidade contribuem igualmente para a sua formação.
ALS_3602

Qual o procedimento cirúrgico?

Durante a primeira consulta, o Cirurgião Plástico apresenta todos os pormenores da abdominoplastia com o recurso a imagens, avalia e discute com o paciente todas as fases do processo, bem como as expetativas de cada um.

Em todas as fases, incluindo a primeira consulta, existe um registo fotográfico do corpo pelos mais avançados equipamentos de imagiologia. Para abdominoplastia é utilizado o Vectra XT 3D da Canfield que permite um registo de 360º de modo a documentar todo o processo clínico.

A abominoplastia dá à pessoa uma satisfação imediata, visto que devolve o corpo harmonioso sem existência de pele caída no abdómen e que apenas apresenta soluções através da cirurgia, por mais exercício físico que se realize.

Processo

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico e, como tal, é realizada em bloco cirúrgico licenciado e autorizado pela entidade reguladora da saúde. O tempo da cirurgia varia, mas para abdminoplastia simples apresenta uma duração de 2,5 horas e é realizado com anestesia geral. É um procedimento que necessita de um internamento de 2 dias e um período de baixa de 2 a 3 semanas. Os resultados finais são obtidos entre 1 a 3 meses consoante a resposta do organismo. Deverão ser considerados as seguintes inibições para a abdominoplastia : 4 semanas de inibição de atividade física, 2 semanas de inibição de conduzir e de voar, 2 a 3 semanas de inibição de atividade sexual e 1 mês de inibição de exposição solar.

Quem faz a consulta/tratamento?

A consulta é realizada pelo Dr. Jorge Carvalho e pela Dra Lisa Gonçalves. 

Resultado

A maior parte dos pacientes perdem algum peso com esta cirurgia, mas não pode considerar-se que esta seja uma cirurgia para emagrecer. Destina-se a tratar da gordura localizada e remodelar o contorno corporal.

Os melhores resultados são obtidos em pessoas com um peso próximo da média para a altura e idade, com alguma lassidão da pele da parede abdominal ou um excesso ligeiro de gordura ou flacidez dos músculos da parede abdominal.

Pode ser necessário efetuar ocasionalmente pequenos ajustes. O resultado em geral é permanente, embora futuras alterações de peso ou gravidezes poderão fazer perder alguns benefícios da intervenção cirúrgica realizada.

O seu Cirurgião é a pessoa mais indicada para lhe dizer se as suas expectativas são compatíveis com o resultado permitido pela cirurgia.

Embora as cicatrizes sejam o resultado inevitável de qualquer cirurgia, o seu Cirurgião fará todos os esforços para que a cicatriz seja o menos percetível possível. Na maioria dos casos a cicatriz pode ficar escondida pelo biquíni. Contudo, a cicatrização é uma característica pessoal e varia de paciente para paciente. O resultado final é visível ao final de 6 meses.

Pós-Operatório

Após o ato operatório, a paciente fará uso de uma cinta elástica, que deverá ser usada por aproximadamente 30 dias. No início, a cinta será removida apenas para higiene pessoal. Após 30 dias, poderá ser retirada à noite, para dormir.

A paciente deverá apresentar uma posição de tronco semi-flectida nos primeiros dias para evitar tensão na cicatriz. Os drenos saem entre 3 e 7 dias depois da cirurgia. Os pensos são feitos normalmente cada 48 horas na primeira semana e depois cada vez mais espaçadamente.

Raramente é necessária uma analgesia muito forte. Banho ou duche somente após a autorização do Médico.

Durante as primeiras semanas de pós-operatório, a paciente não deve realizar esforços físicos, pois existe o risco de abertura das suturas realizadas na musculatura. Depois desse tempo, gradualmente, a paciente vai voltando à sua vida normal, e os esforços podem tornar a fazer parte da sua rotina.

A cicatriz resultante dependerá fundamentalmente da qualidade de cicatrização dessa paciente em particular. Cada indivíduo apresenta uma peculiaridade especial no que diz respeito à cicatrização.

Quais os problemas mais frequentes?

Embora não seja comum, a abdominoplastia, como qualquer outro ato operatório, pode apresentar complicações como: seroma, hematoma, deiscência de sutura, infeção, necrose de pele, etc. Qualquer que seja o tipo da complicação, é importante ter calma e compreensão, confiando ao Médico a responsabilidade da solução do problema.

O surgimento de algum dos problemas acima mencionados faz parte do chamado “risco calculado”, que se aplica a todo tipo de cirurgia. A sua ocorrência, felizmente, não é frequente e não costuma comprometer os resultados definitivamente.

Tipos de Abdominoplastia

Tipo 1
Abdominoplastia convencional com transposição umbilical e plicatura dos músculos rectos do abdómen.

Tipo 2
Miniabdominoplastia: não existe transposição umbilical e a cicatriz é muito mais pequena. Está indicada para corrigir pequenos excessos de pele suprapúbica.

Tipo 3
Miniabdominoplastia: igual à anterior, com uma cicatriz ligeiramente superior. A inserção umbilical pode ser seccionada na sua base. Isto faz com que o umbigo desça ligeiramente a sua posição, mas não deixa cicatriz umbilical.

Tipo 4
Abdominoplastia com transposição umbilical: a cicatriz do antigo umbigo fica por cima da cicatriz horizontal; isto deve-se a não existir suficiente pele em excesso para poder ser retirada.

Outras
Abdominoplastia vertical, abdominoplastia submamária, etc.
CF051246

Dr. Jorge Carvalho

Centro Inovação Médica. É da sua Saúde que se trata.

// Especialidades

Pediatria

Genética

Medicina Desportiva

Consulta da Mama

Nutrição

Nutrição Grávida

Dor Musculo-Esquelética

Medicina Geral e Familiar

Podologia Postural

Cardiologia Adulto

Cardiologia Pediátrica e Fetal

Psiquiatria

PedoPsiquiatria

Psicologia 


// Cirurgias

Cirurgia Metabólica

Mamoplastia de Aumento

Mamoplastia de Redução

Lipoaspiração

Abdominoplastia

Lifting braços e pernas

// Imagem 

Saúde Estética e Antienvelhecimento

Rejuvenescimento e Rugas

Botox e Ácido Hialurónico

Parceiros

parceiros_CHUSJ
parceiros_ordem
parceiros_linea
parceiros_polytech
ALS_3570


logo_CIM
Av. Fernão de Magalhães 1611
4350-170 Porto

Seg-Sex: 09:00 – 21:00